Exercícios Sistêmicos

Em um lugar tranquilo, feche os olhos para visualizar ou pegue uma foto da sua criança.

Em silêncio se conecte com a imagem, chame ela para perto de você, caso sua criança tenha um apelido carinhosa nesse momento é interessante usá-lo.

Respire profundo em um ciclo de 3 respirações e sinta essa conexão, lembrando que a energia do campo de constelação é suave, é sutil e muito serena. Ela tem um tempo próprio, então não tenha pressa.

Deixe que sua criança chegue até você, observe como ela está vestida, se está mais calada ou mais alegre, a chame e aguarde.

Apenas observando, ela precisa se sentir segura e livre na sua presença.

Quando você sentir que é o momento certo, pergunte para ela:

“- O que você precisa de mim? O que eu posso te ofertar agora?”

Deixe que ela responda também no tempo dela. Sua criança pode te convidar a brincar, te levar para algum lugar, ela pode precisar de um abraço, de uma companhia, nesse momento ela é a protagonista e o que ela te pedir será como ouro, mesmo que seja um gesto simples.

Tome mais algumas respirações profundas e entregue esse movimento em conjunto. Agora vocês darão mais um passo. Traga para sua criança uma fala sistêmica, também conhecida como uma fala de cura na Constelação Familiar.

Fala de cura:

“Minha querida menina/Meu querido menino, eu vejo você com toda a sua grandiosidade. Eu vejo todo o seu potencial e vejo tua coragem, sou muito grata/grato por ela estar sempre presente, foi a partir dela que nós passamos por tudo e chegamos até aqui. Eu sinto muito minha menina/meu menino, por tudo que você precisou vivenciar para que eu me tornasse a adulta/o adulto que sou, você era apenas uma criança. Eu sinto muito.”

(nesse momento recomendo uma breve pausa, um respirar profundo, sinta dentro de você as estruturas infantis tomando um novo lugar)

Baixe levemente a cabeça em um movimento de honra a essa criança e diga:

“Eu te agradeço profundamente, eu te agradeço por tudo que aconteceu e por tudo que você vivenciou. Eu te agradeço por nunca desistir de nós. Te agradeço por me mostrar a tua coragem e ser fonte para que eu traga ela para minha vida adulta”

Respira mais um pouco, abraça essa criança e deixa que ela entre dentro do seu coração.

Com as duas mãos no coração você fala para ela:

“Minha menina/meu menino, você agora tem um bom lugar dentro de mim, mamãe e papai já fizeram tudo o que tinham que fazer por você, agora sou eu quem te cuido. Seja bem vinda a seu cantinho de honra e alegrias, no meu coração”.

E por fim você agradece a alma da sua criança interior.

Espero que esse exercício tenha aberto portas internas dentro de você, caso você tenha encontrado alguma dificuldade no meio do caminho, só me chamar. Estou disponível para te receber no @universodamaia_

Até o próximo encontro

Com amor e respeito!

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Foto sobre 1

Bem vinda!

Sou Maiara Coutinho e enquanto psicoterapeuta e consteladora sempre busco transbordar em compaixão e verdade por aqui!

Olá, vamos conversar?